Sobre este Blog

cropped-banner-blog.jpg

Este é o espaço para dar voz a um lado novo de mim, que tem vindo a emergir na fase de mudança que atravesso. Aqui não vai falar a professora, a empresária, a profissional, mas uma camada mais profunda de mim. Um EU mais… “natural”, mais “verdadeiro”, que tenho vindo a descobrir.

Este é também o espaço em que vou partilhar Receitas Saudáveis que confeciono, da minha autoria ou adaptadas de outras fontes, benefícios de Ingredientes Saudáveis que incorporo na minha alimentação, as minhas práticas de Exercício Físico, entre outrosNo fundo, o meu novo Estilo de Vida Saudável onde algumas palavras ou não têm espaço ou entram “quando o rei faz anos”: açúcar e farinha de trigo refinados, carne, laticínios, hidratos de carbono de absorção rápida, ….

Verifica-se que há, atualmente, uma cada vez maior consciência em relação à alimentação, uma grande procura de informação e uma tentativa de aproximação da “alimentação saudável”. “Somos aquilo que comemos” é uma frase que orienta o estilo alimentar de cada vez mais gente. Que o alimento seja o teu remédio e que o remédio seja o teu alimento”, já dizia Hipócrates, considerado por muitos o pai da medicina.

A forma como a indústria e a distribuição alimentar evoluiu ao longo dos tempos, não facilita as boas escolhas. Quem quer fazer da frase de Hipócrates o seu mote tem que se informar, tem que saber escolher. E tem que adaptar essas escolhas ao seu organismo, saber escutá-lo. Não acredito em soluções únicas, perfeitas para todos em todos os momentos. Acredito, pelo contrário, num estilo alimentar para cada um. Existem, contudo, algumas verdades absolutas com as quais deveríamos todos aprender a conviver e a incorporar no nosso estilo alimentar. Refiro-me, por exemplo, ao facto de que o açúcar refinado em excesso é altamente prejudicial para a saúde. E as pessoas, nas sociedades ocidentais modernas, ingerem doses monumentais de açúcar. Há tantas alternativas…!!! E o paladar educa-se, é uma constatação que eu fiz. Ainda em relação ao açúcar, o maior “perigo” não está nos gramas destes cristais brancos que colocamos no chá ou no café, e que conseguimos controlar. O maior “perigo” é aquele que não vemos: nos refrigerantes, por exemplo, mesmo naqueles aparentemente saudáveis – vale a pena conferir o rótulo – e na generalidade dos produtos industrializados. Falei no açúcar mas podia continuar com as farinhas refinadas, a maior parte das gorduras saturadas, enfim…

Não sou adepta da histeria da vida saudável, dos fundamentalismos, mas acho que cada escolha que fazemos de um alimento, que se vai tornar parte de nós e contribuir decisivamente para a nossa saúde ou ausência dela, deve ser feita em consciência. É a minha filosofia, é assim que me sinto bem. Muito bem!

Este é ainda o espaço em que poderão encomendar algumas das delícias que cozinho para o meu dia-a-dia. Em breve…farinha-berinjela-emagrecer-2