Trigo Sarraceno

De vez em quando dizem-me que é difícil fazer as receitas saudáveis que proponho neste blog porque utilizo ingredientes “diferentes”, que não têm “à mão”. Isto é como tudo – é para ser feito de forma gradual, aos poucos, “bit by bit”. Não vale a pena desatar a comprar uma quantidade de ingredientes “estranhos” que depois não sabemos bem como utilizar ou, na melhor das hipóteses, usamos uma vez para “aquela” receita e depois fica no fundo da prateleira até que os 35 meses passados sobre o prazo de validade não nos deixam alternativa…

Como este blog tem um espaço próprio para “Ingredientes”, e como eu acho que é importante ir sabendo mais sobre o que ingerimos, hoje explorei um pouco mais sobre o Trigo Sarraceno. É um excelente produto para começar a fazer umas experiências simples e “diferentes”, com benefícios para a saúde, e dar algum “descanso”. Porque não dar algum descanso à farinha refinada de trigo e experimentá-lo na Foccacia com Tomilho ou no Pão Doce de Framboesas e Courgette?

O Trigo Sarraceno, também designado trigo mourisco, tem muitas propriedades com grandes benefícios para a nossa saúde, entre os quais se inclui a melhoria do controlo do açúcar no sangue e a saúde do coração. Importa esclarecer que não é um tipo de trigo, é uma semente. É designado de “pseudocereal”, tal como a quinoa e o amaranto.

O trigo sarraceno é uma poderosa fonte de energia sem glúten e, por isto, é cada vez mais popular. Pode ser consumido em grão ou farinha e é muito utilizado nas dietas macrobióticas, vegetarianas e hipocalóricas. É cultivado principalmente no hemisfério norte, especialmente na Europa Central e Oriental, Rússia, Cazaquistão e China.

Trigo Sarraceno

Informação Nutricional

Os carboidratos são a principal componente do trigo sarraceno, mas também contém proteínas, vários minerais e antioxidantes. O seu valor nutricional é consideravelmente mais elevado do que o de outros grãos.

Apresenta:

  • um baixo a médio Índice Glicémico (IG)
  • uma boa quantidade de fibras (promove a saúde do cólon)
  • pequenas quantidades de proteínas de elevada qualidade nutricional
  • elevadas quantidades de alguns minerais (manganésio, cobre, magnésio)
  • um bom nível de antioxidantes

Consulte aqui a tabela com os principais nutrientes encontrados em 100 g deste pseudocereal.

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s